quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O pinto do padre [A importância da comunicação correta]


O vigário de um vilarejo tinha um pinto como mascote, o Valente. Certo dia, o pinto Valente desapareceu, e ele achou que alguém o havia roubado. No dia seguinte, na missa, o vigário perguntou à congregação:
-Algum de vocês aqui tem um pinto?
Todos os homens se levantaram.
-Não, não, disse o vigário, não foi isso que eu quis dizer.
-O que eu quero saber é se algum de vocês viu um pinto?
Todas as mulheres se levantaram..
-Não, não, repetiu o vigário... O que eu quero dizer é se algum de vocês viu um pinto que não lhes pertence.
Metade das mulheres se levantou.
- Não, não, disse o vigário novamente muito atrapalhado.
-Talvez eu possa formular melhor a pergunta:
-O que eu quero saber é se algum de vocês viu o meu pinto?
Todas as freiras se levantaram.
E o padre decidiu:
-Esqueçam, esqueçam... Vamos continuar a missa!

5 comentários:

  1. Gargalhando! Ótimo Sandes, pra fechar de bom humor o dia!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Rsrsrsrs padre danado heim??? E aposto que o pinto do padre continuou perdido por lá. Muito bom!
    Eu lembro que uma vez fui usar um ditado muito conhecido que diz "pau pra toda obra"(referindo que pode se contar com a pessoa pra o que der e vier)e eu muito prosa disse numa conversa, inocentemente "Olha pode contar comigo pois eu sou obra pra todo pau!" Meu marido disse mais que depressa: "Não senhora, só pro meu!"
    Eu quase morri de vergonha, mas quem manda falar mais que a língua né?
    Beijokas doces e uma boa quinta-feira

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
    Essa foi muito, muito, muito boa!!

    ResponderExcluir