terça-feira, 29 de junho de 2010

Modern life


Essa vida moderna é mesmo de enlouquer. São tantos compromissos e outras tantas recomendações que, às vezes, fica difícil parar para respirar. A gente acaba nem tendo tempo para coisas triviais como perguntar para a pessoa que está ao nosso lado como foi o dia dela, o final de semana, sei lá. Falta tempo e espaço para algumas gentilezas, é bem verdade. A gente já não conversa mais com os vizinhos e está sempre correndo para pegar o ônibus para não perder a hora da consulta, do trabalho etc. São tantos problemas a enfrentar, tais como caos, trânsito, violência, falta de paciência e bom humor. É muito estresse para todo lado. Tem também aquelas cobranças da vida moderna, tipo: com a aparência, com o peso, com as palavras, com as roupas, em ser o melhor, em não fazer nada errado, em agradar o chefe, em informatizar-se, em beber comer e ser saudável etc. Ah! Como cansa ser moderno! As consequências de nossa pseudo vida moderna se traduz, ludicamente, nos três cartoons abaixo, saca só:







domingo, 27 de junho de 2010

A galera ilustrada


Foi-se o tempo em que a tatuagem era símbolo de rebeldia. De tão comum, virou um acessório do corpo. Discretas, as tatuagens conquistaram a pele de modelos, das patricinhas e dos adolescentes em geral. É claro que o preconceito ainda existe e que o exagero talvez se torne uma dor de cabeça na vida adulta. Quando fiz a minha primeira tattoo, estava plenamente consciente da minha escolha. Eu tinha 28 anos de idade, já estava casado e concursado, então pude finalmente realizar meu sonho. Se me arrependi? Claro que não. Eu adoro me tatuar! Acho tatuagem uma obra de arte. Mas quando me refiro a tatuagem como arte, refiro-me às tatuagens profissionais, feitas por tatuadores sérios. Quando decidi que faria a minha, pesquisei e escolhi o Betão, que é o melhor tatuador de Ilhéus e que veio, por outros motivos mais tarde, a se tornar meu amigo. Não queria correr o risco de parecer um presidiário, rsrs... Não importo um pingo com os olhares preconceituosos ou com a sociedade hipócrita. Eles não têm o direito de interferir nas minhas escolhas. Sou maior de idade, vacinado e muito a fim de fazer o que me dá na telha. Danem-se os retrógrados!


quinta-feira, 24 de junho de 2010

Além do que se vê


O que você faria se ficasse invisível por um dia? Hummm... sugestivo, não? Bem, seria bom ficar invisível, porque ninguém iria poder encher o meu saco. E mais, eu poderia observar o que as pessoas fazem e não querem que ninguém saiba, ou seja, aquilo que realmente são e que ninguém jamais saberia. Seria uma ótima oportunidade para saber mais sobre quem está ao meu redor, pois além do que se vê existe muito mais! Hummm... Pegou mal, não foi? Bem, deixa só eu justificar: Numa moldura clara e simples sou tudo aquilo que se vê. [Agora voltando ao cerne deste post] Eu poderia também fazer pequenas surpresas para estas pessoas. Seria interessante deixar pequenos presentes à vista, e ver a cara delas quando as coisas simplesmente aparecessem sem elas saberem de onde. Muito bem, agora dê a sua versão para o caso: O que você faria se ficasse invisível por um dia?


Anarriê!!

O Arraiá da Santarém bombou!


Deu muita gente bonita...

Teve licor, canjica, fogueira e quadrilha...


E uma galera muito unida!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Arraiá da Rua Santarém



Hoje à noite é a festa de São João e eu já butei meu traje de caipira pra mor de dançá quadria, pois na Santarém tem arraiá! Tem licor e tem canjica e tem muita moça bunita pra mor de a gente se enxamegá. Vou logo buscá meu par, depois que ela se imbunecá, pra gente forroziá até o dia raiá! Dá licença que eu já vô pra lá que o pessoar tá qui tá...

terça-feira, 22 de junho de 2010

Não diga sua idade. Eu vou dizer!



Este é o único ano em que esse truque vai funcionar, então espalhe enquanto pode, está bem? Vou dizer sua idade pela matemática do sexo, mas não trapaceie. É rápido!


1. Primeiro escolha o número de vezes que você gostaria de fazer sexo na semana (mais do que 1 menos que 10)


2. Multiplique o número por 2 (apenas para ser ousado)


3. Adicione 5


4. Multiplique por 50 (vou esperar enquanto você pega uma calculadora)


5. Se você já tiver feito aniversário esse ano some 1760. Se não tiver feito, some 1759.


6. Agora subtraia o resultado pelo ano em que você nasceu. Você agora deve ter um número de três dígitos. O primeiro digito foi o número de vezes que você escolheu pra fazer sexo e os próximos dois números são sua idade! É batata!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Tic tac, Tic tac...


E o tempo escoa por entre os dias, perdendo-se no passar das horas. Eu nem percebo e já se faz noite, eu nem me dou conta e já se faz dia. Entre uma data comemorativa e outra já estamos no meio do ano e assim o tempo é. Traiçoeiro. Não me espanto quando descubro uma nova ruga ou uma nova marca de expressão. É o cansaço da pele, é a consequência de se viver. Eu sempre quis mudar meu modo de ser para agradar, e hoje sinto necessidade de mudar porque não há mais tempo para errar. "Há quem fale em séculos. Eu só penso no minuto que passa." O tempo anda passando muito depressa. Let's go!

domingo, 20 de junho de 2010

Sexo [além de bom] é responsabilidade


Ouvindo algumas histórias, ou observando nas ruas, é espantoso de se ver o número de adolescentes grávidas e a facilidade com que elas engravidam, sobretudo nas novelas [refiro-me à personagem Fátima, da novela das 8, Passione]. Parece que ninguém usa camisinha nas novelas. Transou: engravida. Todo mundo fértil e irresponsável. Nunca vi numa novela, naquelas cenas ardentes de sexo, alguém puxar do bolso ou da bolsa uma camisinha. Certamente que é para não quebrar o clima da cena, fazer o que, né? A verdade é que hoje em dia não dá para sair de casa sem elas. Sabe lá se você vai encontrar o amor da sua vida na night? Vai que ele(a) se apaixona por você, vai que vocês transem, vai que alguém engravida, vai que vocês se casam...ih, caraca! Olha eu aqui já dizendo um conto de fadas. Viu como é fácil? Vocês mulheres são muito bobas. Acreditam na primeira jura de amor que ouvem. Tudo bem, os tempos são outros, transa-se com mais facilidade e logo no primeiro encontro... blá, blá, blá... Eu sei de tudo isso... mas... ainda assim, não deixe de usar camisinha, a não ser que você queira que a sua vida vire uma novela. Aí, pode engravidar que a Globo resolve tudo. Arruma babá, paga a escola, compra fralda e garante a felicidade por muitos e muitos anos. Amém!


Bela Flor

Acredito que todos conheçam a história da Flor de Lótus que simboliza elevação e expansão espiritual. A pureza representada por esta flor, ocorre em alusão ao seu processo de germinação, pois ela emerge de águas lodosas para a superfície e quando desabrocha mostra toda a sua beleza e força, abrindo as flores brancas imaculadas. Assim é a bela flor de lótus que tenho em casa, que apesar de arisca, desconfiada, e aparentemente armada, como quem muito já sofreu, tem coração e alma imensos, capazes de desprender carinho e amor desmedidos, quando, finalmente sentir-se segura para entregar os seus sentimentos e afeto. Hoje ela sabe que pode confiar em mim, mas nem sempre a história foi desse jeito. Hoje ela sabe o que é o amor e sabe também o que é ser respeitada por isto. Sabe o que é entregar o seu coração a alguém e esse alguém fazer o possível para não magoá-la ou decepcioná-la. Jéu, minha flor de lótus, nestes onze anos juntos você me deu muito mais que conjecturas de se amar. Você me ajudou a ver que o amor é capaz de fazer duas pessoas olharem juntas em uma mesma direção, mesmo tendo comportamentos, perspectivas e caminhos diferentes. Mostrou-me também que longas esperas trazem inesquecíveis momentos de prazer e que quando fazemos o outro feliz é que descobrimos onde se esconde a verdadeira felicidade. Estou muito feliz por você ter completado mais um ano de vida [ao meu lado é claro!] e desejo a você, digo a nós, que consigamos juntos realizar o seu maior sonho. Quem sabe este ano ainda? Será o seu (nosso) maior presente! Happy birthday my little flower! Continue perfumando, encantando e conquistando todos a sua volta, como a bela flor de lótus que és. Eu te amo!

Agradecimentos e desculpas



Ihhhh... Ontem foi 19 de junho, aniversário da Jéu e eu não fiz nem um post para ela. Mas... tudo bem, tubo bem, eu explico: Não foi esquecimento, negligência, ou desidia, mas falta de tempo, pois ontem foi correria pura pra arrumar, preparar, colocar para gelar, bater, assar, desenformar, confeitar, pegar, lavar tudo, que quando pude fazer a postagem já era mais de meia noite e aí já era dia 20, então falei: Ah... agora vou dormir, já passou mesmo, mas o importante é que o post foi previamente pensado e rascunhado, faltando apenas o tempo disponível para a digitação, formatação e publicação aqui no blog, mas finalmente saiu. Postarei a seguir. Ah! Vou aproveitar para pedir desculpas para Fá, Flavinha, Dani, Mivla, Duda, Emy e Giulinha, que chegarem britanicamente no horário marcado e, para variar, ficaram esperando o casal atraso acabar de tirar o bombocado do forno para poder se arrumar para receber os amigos [muito queridos] que chegavam. Aproveito também para agradecer em especial à Fá e a Dani que já se tornaram mestras na arte de receber os convidados dos amigos. Beijo a todos. A noite foi pura magia e diversão!


sexta-feira, 18 de junho de 2010

Boca fechada


"Não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos"
(Atos 4.20)

Estão vendo porque escrevo? Porque não posso guardar para mim só o que deve ser revelado. É bíblico! Por isso tenho de falar, ou melhor, escrever, as minhas impressões sobre o que vi e ouvi. E eu ainda tenho muito o que dizer sobre mim e sobre os outros. rsrsrs... Só falo o que não pode mais se calar.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Ao leite



Jéu, nosso amor é como o mais refinado bombom:

Irresistível, especial e apaixonante,

À primeira mordida.

Amargo quando não estamos juntos,

Doce quando nos atamos debaixo dos nossos lençóis.

Blogger



O que se passa na cabeça de todo blogueiro é antagônico,
mas é a mais pura verdade.

Sonhos frescos



Tirei 15 dias de férias do trabalho, a partir de hoje. Estou precisando me ausentar. Fui para a aula de violão pela manhã, comprei um par de tênis novos, dormi um pouco à tarde e agora vou comprar alguns sonhos frescos na padaria para comer com a Jéu quando ela levantar do cochilinho vespertino. Mas tem de ser de goiabada, pois essa história de sonho de doce de leite está por fora. Esse povo inventa, mas o tradicional, às vezes, é bem melhor. Hummmm... Eita vidinha mais ou menos, né não? [...] Bem, vou logo lá na padaria. Torçam para que eu encontre sonhos de goiabada, pois estou muito a fim. Até breve!

terça-feira, 15 de junho de 2010

7 coisas que não esqueço



1 - A minha família
2 - A mulher que eu amo
3 - O Meio Desligado
4 - A bagunça que se acumula no meu guarda roupas
5 - Ouvir música a toda hora
6 - Meus medos e inseguranças
7 - Minha inconstância.

Super Mulher


Acordar cedo, preparar o café, acordar as crianças, dar banho nas crianças, dar café às crianças, levá-las até a escola, usar salto alto e soutien, pegar ônibus lotado, ir para o trabalho, pegar as crianças após a aula, esquentar o almoço, dar almoço às crianças, almoçar, voltar para o trabalho, preparar o café, dar café às crianças, cobrar a lição de casa, dar um trato na casa, fazer o almoço do dia seguinte, receber o marido sempre sorrindo, ir para a cama sem dor de cabeça, ser a melhor das amantes, segurar a onda no período pré/pós menstrual, dormir depois das 22:00, acordar antes das 06:00, começar tudo de novo... Essa é a mulher do século XXI. Uma super mulher.

Iluminados

Eu adoro meus sobrinhos. Rir com eles, brincar com eles, estar com eles. Eles me energizam e me deixam mais feliz. Eles são anjos de luz, enviados do céu para colorir a nossa vida e nos fazer lembrar o quão importante é nos mantermos jovens, alimentando a criança que existe dentro de cada um de nós. Espero que o Team Kid aumente logo, huahuahhua. Amo muito vocês pequenos pimpolhos.

O Neguinho Andrês e o Pinga Fogo do Yan


A doce e suave Amandinha



Se é para curtir a gente curte

O Forró Feliz abriu as festividades juninas na cidade e nós estávamos
lá, afinal se é para marcar presença a gente marca! Rssrsrs...
Beijo Jéu, beijo Fá, beijo Dani! Vocês são demaaaais!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Ice-cream



Abriram as comportas do frio e nem é inverno ainda. E eu que tanto reclamava do calor estou vivendo noites glaciais. Esta noite, enquanto olhava Scoobynho na frente da casa, pude sentir-me um sorvete de amendoim.

Procura-se


Everybody is looking for something

Roupa Nova




O Meio Desligado está com novo visual!

Mas estamos em fase de adaptação, ainda.

O que vocês acharam?

domingo, 13 de junho de 2010

Chocolate



Hoje é o aniversário da Ariane, uma das leitoras mais fiéis deste blog. Não nos conhecemos pessoalmente, é bem verdade, mas isso não quer dizer nada, pois, inexplicavelmente, parece que nos conhecemos há muito. Somos irmãos/amigos de almas, apesar de mantermos contato apenas através do Meio Desligado e do Orkut. A Ariane é uma daquelas pessoas chocolate, que, ou a gente ama ou a gente adora, pela doçura e pela sensação de bem estar que nos proporciona. Eu, por exemplo, não consigo imaginar a minha vida sem comer chocolate, assim como não consigo imaginar a vida sem o convívio, presencial ou on line, dos amigos doces, que nos enchem de alegria e VIBE positiva com um simples sorriso ou apenas, pelo fato de estarem ao nosso lado, e no nosso caso Ariane, pelo simples fato de estarmos conectados, rsrs. Vou aproveitar a oportunidade para dizer que desejo muito a sua felicidade. Que você e meu primo continuem a ser imensamente felizes juntos, que sejam abençoados pelo nosso maravilhoso Pai do céu e possam, enfim, construir uma família linda com, pelo menos, meia dúzia de lindas criancinhas correndo pela casa. Meus parabéns, Ariane. Tenha um feliz aniversário como o mais saboroso e doce chocolate! Meu beijo!

sábado, 12 de junho de 2010

12 de junho


Feliz dia dos namorados!

Scooby

Parabéns Scoobão, pelos seus 10 aninhos! Te amo!

Adoro o Papai!


Apesar de ser uma estrela,


Eu detesto fotos.


Para de tirar fotos



Senão vou me esconder.



sexta-feira, 11 de junho de 2010

Minhas impressões digitais



Meu blog não é um diário. Nunca pensem ser tudo o que escrevo, uma tentativa de autobiografia. Há muita mentira no que conto. Minto sim, descaradamente, para que a vida não seja tão cinza. Quero que vocês fiquem sabendo disso para que eu possa me sentir mais à vontade com as várias personas, com os vários narradores, com os diversos eu líricos, com as mais insuspeitadas mentiras que tenho vontade de contar. Assim, poderei fazer disso aqui, finalmente, um confessionário às avessas; dizendo muitas verdades no despistamento da mentira. Sei que muita gente que me lê no Meio Desligado não me conhece pessoalmente. Isso não faz diferença: Eu não tenho vergonha, ou receios contínuos. Sou um homem feito já. Com barbas na cara há muito. E estou exposto. Claro, por vontade própria, mas exposto. Por isso preciso da cumplicidade literária: para me livrar do peso da confissão. Acreditem: nem tudo que eu conto aconteceu de fato. Uso um adorno, uma virgulazinha a mais, uma metáfora mais límpida ou mais cruel, ao meu gosto, para que isso aqui nunca venha a ser o diário da Luluzinha.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Naftalina


Preciso limpar algumas gavetas,

Esvaziar alguns bolsos,

Rasgar algumas fotos,

Queimar algumas lembranças.

A casa fica bem melhor assim.












Blond

  • Uma loira grávida acarinha a sua enorme barriga cheia de esperanças e pergunta-se a si mesma: Será que é meu?...

______________________________________

  • Como você faz para fazer uma loira casar com você? Bem, diga a ela que ela está grávida. O que ela vai te perguntar? "Você tem certeza que é meu?



HAURÉLHO DAZ LOURAZ

Testículo........................Texto pequeno

Diabetes.........................Dançarinas do diabo

Abismado..................Aquele que caiu num abismo

Pressupor.......................Colocar preço em algo

Missão.............................Missa prolongada

Padrão............................Padre muito alto

Estouro............................Touro que virou boi

Democracia..................Sistema de governo do inferno

Barracão.......................Proíbe a entrada de cachorros

Homossexual..................Sabão para partes íntimas

Ministério.........................Pequeno aparelho de som

Edifício.............................Antônimo de 'é fácil'

Detergente.......................Ato de prender humanos

Armarinho........................Vento que vem do mar

Eficiência....................Estudo das propriedades do 'F'

Conversão.......................Papo prolongado

Barganhar........................Receber de herança um bar

Fluxograma.................Direção em que cresce o capim

Halogênio.......................Cumprimento a um gênio

Expedidor........................Antigo mendigo

Luz solar..........................Sapato com luz na sola

Cleptomaníaco.................Fã de Eric Clapton

Tripulante....................Especialista em salto triplo

Aspirado..........................Carta de baralho maluca

Coitado............................Vítima de coito

Cerveja........................O sonho de toda revista

Regime militar.................Dieta feita no exército

Bimestre...................Mestre em duas artes marciais

Caçador...........................Quem procura ter dor

Volátil..............................Avisa ao tio que vai lá

Assaltante......................Um 'A' que salta

Determine.................Prender a namorada do Mickey

Pornográfico.................O mesmo que por no desenho

Coordenada...................Que não tem cor

Presidiário.......................Que é preso todos os dias

Ratificar..........................Tornar-se um rato

Suburbanos................Habitantes de túneis do metrô

Violentamente................Viu bem devagar

Contribuir.......................Ir com vários índios


Definitivamente! Eu não tenho nada contra louras, rsrs...


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Fragmento de Manuscrito

Pés Cansados - Sandy Leah

Fiz mais do que posso

Vi mais do que aguento

E a areia dos meus olhos é a mesma

Que acolheu minhas pegadas

Depois de tanto caminhar

Depois de quase desistir

Os mesmos pés cansados

Voltam pra você

Pra você

Eu lutei contra tudo

Eu fugi do que era seguro

Descobri que é possível viver só

Mas num mundo sem verdade

Depois de tanto caminhar

Depois de quase desistir

Os mesmos pés cansados

Voltam pra você

Pra você

Sem medo de te pertencer

Voltam pra você

Depois de tanto caminhar

Depois de quase desistir

Os mesmos pés cansados

Voltam pra você

Pra você

Meus pés cansados de lutar

Meus pés cansados de fugir

Os mesmos pés cansados

Voltam pra você

Pra você

video

Pés Cansados

Use



A música passa sozinha.
Eu só percebo que ela está acabando
Quando chega ao final.
Eu posso tocá-la de novo,
Mas já seria outra música.
Heráclito vive dentro de todos nós.
A melhor saída é entrar.
A melhor fuga é encarar de frente.
Lembro daquela outra canção.
Mas a música já é outra agora...

Música... úsica...
úsica... úsica...
usi... ca...
use... ca...
use... camisinha...!

►E os motivos só se multiplicam!
Sou um observador feliz!


domingo, 6 de junho de 2010

Olá!


Boa semana para toda a nação Meio Desligada!


sábado, 5 de junho de 2010

Sempre em construção


1. Coisas que faço bem: rir, ficar quieto lendo, montar quebra-cabeças, fuçar coisas na Internet, comer, ouvir música...

2. Coisas que não sei fazer direito: cozinhar, fingir que vou com a cara de alguém, cantar enquanto toco, fazer duas coisas [qualquer que seja] simultaneamente, falar ao telefone, jogar futebol, acordar cedo, dormir cedo, fingir que estou acreditando, nadar...

Bem, coloquei reticências ao final de cada bloco, porque nada está totalmente definido ainda. Tudo está, sempre, em constante modificação. Ainda bem!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Lost


Nada me consome mais que a incerteza
A dúvida parece punir-me, esmigalhar-me.
Sabe quando tudo parece derreter,
E o mundo se apresenta escuro, lodoso, nefasto?
Pois bem, enquanto todos [inclusive eu]
Proseiam em círculos, tecendo conjecturas
Parece que me sobra uma réstia de luz
Ao fim do túnel.
Tênue e frágil luz, a me chamar
Como uma mão que se estende
Em meio a redemoinhos, tornados, intempéries
E toda variação causada por fenômenos atmosféricos.
E lá vou eu, em busca dessa singela clara luz,
Como um inseto a voar em direção à lâmpada acesa.
A queimar as asas e a desidratar-se,
A buscar, instintivamente, por orientação.
Sequer posso gritar por socorro!
Será que, em meio a tantos mugidos e sussurros,
Alguém ouve meu clamor mudo,
Abafado pelo pudor de meus princípios,
Revelado apenas no esbugalhar dos olhos castanhos?
Cala-te coração, ninguém poderá te escutar.
Só a fé me salva!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

quarta-feira, 2 de junho de 2010

2 coisas [Simultâneamente]



Hoje, 02 de junho de 2010, é um dia para celebrar. Finalmente, depois de alguns meses de aula de violão consegui algo que, para mim, parecia inatingível: Cantar enquanto toco. Sei que vocês podem pensar que isso não é lá grande coisa, que milhões de pessoas no mundo conseguem fazê-lo, blá, blá, blá. Mas e daí? Para mim é complicado. Fazer duas coisas, simultâneamente, é mesmo dose de leão. Nem tomando um Dreher! Mas enfim, hoje, durante a aula, saiu. Simples assim! Cada pessoa tem seu tempo, eu sei, eu estou aprendendo. Já foi-se o tempo em que eu queria ser perfeito, abraçar tudo e agradar a todos. Eu sempre quis muito. Falo de quantidade e intensidade. Hoje sei mais de mim, sobre o que devo e o que posso. Não há nada melhor que a maturidade. Fundamental é saber o que o tempo tem pra dar.

Ser ou não ser...


Um dia, meu mundo vai se perder
Em meio a tantos outros.
Se é que não se perdeu ainda.
Eu não uso coleiras para os meus conceitos.
E quando vejo algum preso, sem saída,
Faço o que posso para soltá-lo e nunca mais o ver.
Se eu não registrar as coisas brilhantes que eu crio,
[Pretensioso, eu?]
Elas vão se perder por aí.
Eu preciso registrar cada explosão.
Sinto prazer na falta de propósitos.
Eu corro atrás do que me incomoda.
Bem e mal coexistem no tempo e no espaço.
[Não sei me achar no tempo ou no espaço]
Sei formar frases.
Sei que elas me formam...
“Eu aceito o caos... não sei se o caos me aceita...”
O significado só nos algema no mundo “real”.
Mas o real não precisa me incomodar aqui
Em meu blog.
Aqui, quem sabe, nem eu mesmo exista.
Apenas o meu eu lírico.
E só.


terça-feira, 1 de junho de 2010

Mahjong Titans


Apresento-lhes o meu mais novo vício!