quarta-feira, 31 de março de 2010

Ovos da misericórdia



Estamos na semana da Páscoa, e eu tenho três queridos sobrinhos, então, fui todo prosa para o mercado comprar ovos de chocolate para meus anjinhos. Chegando lá, próximo daquela seção gelada de laticínios, onde são montados os estandes dos benditos ovos de chocolate, quase caio duro, duro e gelado, é bom que se ressalte, por causa dos preços exorbitantes cobrados pelos ovos de páscoa que, agora, levam assinaturas de Lilica Ripilica, Puca, Barbie, Ben 10, assim como a alta costura. Ora, eu tô ficando é besta, viu? Eu até que queria fazer uma gracinha, chegar na casa dos meus irmãos com os braços cheios de grandes ovos, mas, infelizmente, não dá não. Os ovos de chocolate estão pela hora da morte! Bem, voltando ao episódio no mercado, quando eu recobrei a consciência, depois do grande susto, parei e pensei: Ainda bem que criaram os ovinhos de cinquenta gramas, também. Então, escolhi três pequeninos ovos, mas, igualmente caros, e me dirigi ao caixa, todo desconsolado com meus três singelos ovinhos. Mas é isso. Afinal, dar ovos de chocolate na páscoa é um ato simbólico, né?

Mooooonnnnnnn



Sei que muitos podem considerar pecado, mas, em plena semana santa, estou com uma baita vontade de comer um bom churrasco. Aaahhh! Aquela picanha bem assadinha, suculenta, douradinha, quentinha... Huuuummmm... Eu me rendo aos prazeres da carne. E como diria a Zélia Duncan, em uma de suas muitas letras e canções: "A alegria do pecado, às vezes, toma conta de mim, e é tão bom não ser divino..."

Sexta Santa



A Páscoa está chegando, e com ela, alguns quilinhos a mais. Amanhã, por exemplo é o dia do tradicional almoço em família em que são servidas verdadeiras delícias regadas ao mais puro azeite de dendê. Quanto à briga com a balança, não falo por mim, pois, felizmente, posso comer um boi inteiro que não aumento nem um grama sequer. Falo por vocês, leitoras do Meio Desligado, que estão sempre submetidas a rigorosas dietas milagrosas em busca do corpo perfeito, idealizado pelas revistas de moda (Leia o Post Photoshop, abaixo). Aliás, por falar em comilança, alguém aí me responde por que comemos tanto amanhã, se amanhã foi o dia da morte de Cristo? Deveríamos comer bem no domingo, dia em que comemoramos a ressurreição, não acham? Se alguém souber, por favor, me dê um sinal. Mas precisa ser antes do meio dia de amanhã, hé hé! Senão não vai adiantar!


Acessar é infectar-se


Fiz uma faxina em meu PC e foram exterminados 15 vírus. Considerando que minha máquina veio da assistência técnica há exatamente uma semana, e que lá no laboratório, Rafael exterminou 66 vírus, é no mínimo preocupante e, oops. Hummm... Já sei o que você, caro leitor, está imaginando ao ler este Post, mas engana-se redondamente, pois não costumo acessar sites "adultos", hé hé! Navegar está cada dia menos seguro. Definitivamente, o mar não está para peixe, nem aqui na Bahia, com a ajuda de Iemanjá!

Uaaaaahhhhhhh...


Que tarde mais preguiçosa, esta.... nham, nham...


Papagaio de pirata


E eu que achava que gostava de aparecer...

Honey


Mel da lenda - Marina Lima



Obras, vícios podem acabar com alguém

Raios, tiros, tiras e você também

Tantos desencantos valem

Menos que os alentos que você me dá, às vezes

Fones podem não tocar

As neves fazem viajar

Por montes, fontes de água doce

Tudo mais que você trouxe

Pra criar a lenda

Eu não sei se você age sempre assim

Cruel assim...

Se você não quiser brincar

Depois não se arrependa

De não provar e se esbaldar

Com o mel que o amor relembra

Lembra a lenda de mel


Extended weekend


Ahhhhhhhhhhhh!
Que beleza que é um final de semana prolongado.
E o meu começa hoje!

Caso arquivado!


Fim do mistério: Meus óculos foram atirados porta afora pelo Bonequinho da Fanta que esteve aqui em casa no último sábado, à noite. Na segunda-feira o rapaz que estava capinando a frente da casa encontrou-os e passou para uma vizinha, que por sua vez, passou para uma aluna do Colégio, que fica aqui em frente, que também, por coincidência, havia perdido um par de óculos na mesma noite. Outro dia, despretensiosamente, conversa vai, conversa vem, comentei com essa vizinha que estava com dor de cabeça por falta dos meus óculos, perdidos. Aí, então ela me disse que havia recebido do rapaz da capinagem um par de óculos... blá, blá, blá... Nesse momento tudo ficou claro em minha mente. Eu me lembrei que, no sábado, o Bonequinho da Fanta estava parado perto do móvel em que meus óculos estavam, e que, ao sair para a varanda ele ia atirar longe o celular da Jéu, quando foi impedido por Ninha. Lembrei-me também, que no mundo do Bonequinho da Fanta, as coisas giram, flutuam e são atiradas a esmo. Coisas como óculos, celulares... Como na imagem acima, por exemplo. Bem, para encurtar a história, fui à escola falar com a aluna e ela me disse que ao usar os óculos percebera que eles não eram os dela, perdidos no mesmo dia em que os meus foram atirados longe. Recebi os óculos de volta, meio tortos, é bem verdade, mas tudo bem. Afinal, entre mortos e feridos, salvaram-se todos. Quer dizer, quando digo "todos", refiro-me ao celular da Jéu e aos meus óculos. E faço exceção à corrente de prata da Jéu que também fora atirada longe. Longe e, nesse caso, sem retorno. Ao menos por enquanto.


Viver bem faz bem



Vale mais viver com calma, admirando o azul do céu e o verde do mar. Quero passar pela Baía do Pontal não como quem passa apressado para não perder a hora do compromisso marcado. Quero passar pela Baía do Pontal com olhos de turista, admirando cada detalhe da beleza natural do lugar, como quem veio a vida a passeio. Percebi a tempo o "saco" que a minha vida estava se tornando com tantos produtos, tantos compromissos e tantas lamentações. Percebi a tempo o abismo em que estava, aos poucos, com a minha própria permissão, caindo. Eu me sentia como se estivesse me afogando, buscando ar, e quando tentava tomar fôlego para respirar, recebia mais um volume d'agua goela adentro. Para que correr tanto se dessa vida não poderei levar coisa alguma? Hoje, me apetece ouvir o barulho do vento, sentir a ternura da brisa do mar contra o meu rosto, passar mais momentos ao lado das pessoas que realmente me amam, viver rodeado de sons, notas, acordes e refrões. É obvio que vinte horas a mais de trabalho me fariam bem, financeiramente falando, mas não há nada que pague a tranquilidade mental. Para que ter dinheiro se não terei a saúde para usufruir dele? Sei que a vida pode ser comparada a uma caixinha de surpresas, mas sei também que ela reserva o seu melhor para mim. Quero poder sorrir, ver TV, dar um mergulho no mar, beber um cálice de um bom vinho tinto gelado, beijar na boca, comer bom bocado e ser muito mais feliz.

terça-feira, 30 de março de 2010

Dance



Gosto das coisas originais, odeio cópias. Dificilmente curto uma versão. Tenho aversão! O cantor tem que regravar de um jeito bem diferente para que eu possa dizer que gostei, mas confesso que, às vezes, até que eu gosto. O CD e DVD do especial Elas cantando Roberto, por exemplo, são exemplos de que toda regra tem exceção. A Marina cantando Como dois e dois, está demais! Na minha campanha em busca dos mil e um discos para ouvir antes de morrer, tenho encontrado pérolas. Jóias raras! E me apeguei ainda mais às grandes vozes da história da música. Aos arranjos trabalhados, suados até, que embalavam uma sensibilidade, uma pureza que arrepiam. Hoje uma dessas vozes vai embalar seus sonhos ou quem sabe, se preferir, você pode até dançar pelo meio da sala. Vale vassoura como par. Acesse o link do You Tube abaixo, feche os olhos e simplesmente dance de rosto colado com quem você quiser. Dance para chamar a chuva, como um ritual... Dance no banheiro, dance na frente do espelho. Dance como Cyd Charrisse, dance como as mil e uma noites. Dance como numa pista toda acesa pra dançar. Dance para esquecer, dance para lembrar. Dance, dance, dance...





domingo, 28 de março de 2010

Photoshop



Uma notícia para deixar de cabelos em pé atrizes como Fernanda Young ou "modelos-e-atrizes" do BBB: está em tramitação na Câmara dos Deputados um projeto de lei que obriga imagens tratadas com Photoshop a virem com a advertência "Atenção: imagem retocada para alterar a aparência física da pessoa retratada". O projeto será analisado pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Projeto de Lei 6853/10, do deputado Wladimir Costa (PMDB-PA), dirige-se inicialmente apenas a imagens publicitárias, o que eliminaria, por exemplo, os "banhos de Photoshop" que revistas masculinas promovem nas fotos de suas modelos nuas. O projeto prevê multa de R$ 50 mil para quem desobedecer a lei. Wladimir Costa, autor do projeto, é um cantor de música brega e radialista sensacionalista paraense que, durante a campanha eleitoral, subia só de cuecas em trios elétricos para chamar a atenção para sua candidatura. Segundo ele, o objetivo da proposta é acabar com a "idealização" do corpo humano. Projetos semelhantes também já estão em discussão na França e na Inglaterra. Ambos propõem que os anúncios sejam mais realistas e as imagens sofram menos intervenções do Photoshop.
(Artigo extraído do site www.msn.com.br)

Sherlock Holmes



Parece que encontramos uma pista dos meus óculos...

sábado, 27 de março de 2010

Canibália



Canibália, o novo disco da Daniela Mercury está muito massa! Gostei logo a primeira vista, na loja, pois o disco apresenta uma novidade. Cinco capas diferentes, que, confesso, foi difícil escolher qual comprar. Ouvi no som do carro mesmo, e gostei logo na primeira audição. A sonoridade lembra um pouco a do álbum Sol da Liberdade, gravado em 2000, já as canções, algumas compostas pela própria Daniela e por seu filho Gabriel Póvoas, estão no melhor estilo Balé Mulato, gravado em 2005. Sempre considerei a Daniela Mercury a mais ousada das cantoras de Axé Music, e com este disco ela prova que não tem medo de inovar, ao gravar O que é que a baiana tem, de Dorival Caymmi, utilizando o fonograma original do álbum de Carmem Miranda, publicado pela EMI, no ano de 1939. Nesse dueto com Carmem Miranda, as duas cantan no mesmo tom, unidas em um trabalho de mixagem impecável. Na faixa Oyá Por Nós, na qual divide os vocais com Margareth Menezes, a batida eletrônica é sampleada da legítima percussão baiana, mostrando como tradição e inovação podem se dar muito bem dentro de um mesmo trabalho. Já ouvi o disco e posso afirmar que é um álbum de primeira linha com samba reggae, trance, axé, enfim tudo bem misturado e temperado pelo talento, experiência e ousadia de quem optou por trilhar uma carreira marcada pela independência artística. Canibália traduz toda a ginga, baianidade e brasilidade dessa grande cantora, considerada rainha do Axé baiano.


sexta-feira, 26 de março de 2010

Eu uso óculos!



Onde está? Eu deixei meus óculos em algum lugar... Deixa eu me lembrar... Não, não. Não deixei não... Ou deixei? Hummmm. Será? Eu lembro que eu usei na sexta-feira passada. Hummm. Eu deixei meus óculos em sua casa?

R$



Êbaaaa! Meu PC voltou com 63 vírus a menos, e eu, entretanto, alguns Reais mais pobre, rsrs.

quarta-feira, 24 de março de 2010

U T I


Vou ficar off do Blog por alguns dias, pois vou levar meu PC para a assistência técnica, agora. Espero não passar mais que dois dias sem ele e sem postar. Acho que não aguentaria viver sem deixar rastros. Escrever é um dos vícios que me consomem. Ora vejam, com esse post acabei lembrando da canção Duas namoradas, da Zélia Duncan, cuja primeira estrofe diz o seguinte: "...Tenho duas namoradas, a música e a poesia, que ocupam minhas noites, que acabam com meus dias..." E assim vivo. Cantando, amando, escrevendo e agora tocando. Háhá! Se eu tivesse que optar, não sei qual das namoradas eu escolheria. Mas deixe estar que o que for pra ser vigora. Bom, até breve! Espero.


Colheita INfeliz


Ihhhh! Essa imagem me lembrou uma pessoa que conheço que vive debruçada sobre o PC, por causa da tal da Colheita Feliz, aplicativo do Orkut. Ninguém consegue roubar nada dela, a menos que ela deixe que roubem. Dia desses ela me confessou que dormiu em cima do Notebook, huahuauhahuauha.


terça-feira, 23 de março de 2010

Chega!


Se tem algo que me deixa realmente chateado é a tal da falta de educação. Francamente! Conversar alto no ônibus, falar de boca cheia, fazer xixi na rua, furar fila, cuspir no chão, atirar lixo no chão ou para fora do carro em movimento, entre outras coisas, são imperdoáveis. Segunda-feira, pela manhã, enquanto eu me dirigia todo prosa para o conservatório, quase recebi uma cusparada de um senhor que atirava longe um bolo considerável de uma substância esverdeada, oriunda das profundezas de sua garganta. Foi por muito pouco! Mas ainda assim, senti minha pele esfriar com as gotículas remanescentes do jato liberado por aquele senhor que foi, por mim, mentalmente espraguejado até a sétima geração. Mas, felizmente, ele não conseguiu estragar o meu dia.


segunda-feira, 22 de março de 2010

Esconderijo



Através da canção Esconderijo, incluída na trilha sonora da novela Viver a vida, Ana Cañas se tornou conhecida do grande público, e eu me incluo nessa categoria. Eu comprei o CD de estreia, Amor e caos, lançado em 2007 e o CD Hein?, lançado ano passado, após ouvir a canção Esconderijo, através da novela. Nos dois álbuns, Ana Cañas mistura algumas sonoridades de um jeito meio louco (e por que não dizer original?) que vai do Pop Romântico, passa pela MPB e vai até o Rock visceral. Dá pra imaginar? Esconderijo é uma canção gostosa de ouvir, cantada com voz doce e sensual que me remete a lindas imagens. É para começar essa semana com bom humor e alegria. Parece que ela estará entre nós no dia 15 de abril, ao menos é o que foi anunciado no show de Gadú, dias atrás. Vamos torcer e esperar para ver. Para saber mais sobre essa talentosa cantora paulistana acesse: http://www.anacanas.com.br/


domingo, 21 de março de 2010

Xô preguiça!


Desejo uma boa segunda-feira pra todos.
Vamos dar um chega prá lá na preguiça
e começar a semana com o pé direito.
Abraço!


Escapulir


Pohf! Assim nos fogem os sonhos.


sábado, 20 de março de 2010

Outono



Hoje é o início do Outono. Gosto muito dessa estação, por sua indefinição, imprecisão, impevisibilidade e incerteza. Por todo o mistério que a envolve. Agora pela manhã, por exemplo, o céu não aparenta nada... nada além de nuvens nubladas e cinzas. Acho que vou locar um filme e assisti-lo comendo pipoca.


Cães



Que criaturas adoráveis... Eles são tão carinhosos, expressivos e ainda por cima pedem tão pouco se comparado ao muito que nos proporcionam. Nesta foto ele parece dizer:
"Tô contigo e não abro!"


sexta-feira, 19 de março de 2010

Neste dia



Nesta tarde de final de verão, dormi.
Foi, para mim, uma tarde preguiçosa
em que eu não conseguia ficar de pé
ou ter domínio sobre minhas vontades.
Fechei os olhos. Adormeci...
Acordei revigorado e senti o gosto bom de ter
a minha vida como ela é. De volta.
Agora vou viver.


Pressa



"Aprendi com o tempo que, às vezes,
é preciso esquecer um pouco a pressa
e prestar mais atenção em todas as
direções ao longo do caminho.
E deixamos de observar
tantas coisas boas e belas.

Às vezes, o que precisamos está tão próximo.
Olhamos, mas não enxergamos.
É preciso saber olhar com os olhos,
enxergar com a alma
e apreciar com o coração."

(autor desconhecido)


Por onde anda o Seu Ladir?



O Seu Ladir era meu personagem preferido do programa humorístico Toma lá dá cá, da Rede Globo. Com seu jeito extrovertido e irreverente ele me fazia dar altas gargalhadas quando deixava escapulir que ele estava mais para Dirla que para Ladir. Como ele mesmo dizia: "Peguei Ladir, cortei, inverti e virei Dirla. Dirla Thomaz, a Rainha Disco!" Alguém poderia me dizer por onde anda Seu Ladir? Ou melhor, por onde anda o Ítalo Rossi? Soube que ele tinha outros projetos e que o teatro é a sua verdadeira paixão, por isso resolveu deixar o programa. Fiquei surpreso ao ver que ele não aparecia mais e pra dizer a verdade, acho que o programa perdeu a graça, por isso deixei de assisti-lo. Seu Ladir fazia a diferença! Admiro muito o trabalho do Ítalo Rossi e gostaria de vê-lo de volta a TV, pois como disse no início deste post, ele me faz dar altas gargalhadas. Ítalo Rossi é Mara! É Mara! Abraço.


video

Pra matar a saudade!


quarta-feira, 17 de março de 2010

Cante!


Sing - Carpenters (tradução)


Cante, cante uma canção

Cante alto, cante forte

Cante coisas boas, não ruins

Cante coisas alegres, não tristes.


Cante, cante uma canção

Torne-a simples para durar toda a vida

Não se preocupe se ela não é boa o suficiente

Para que todo mundo possa ouvir

Simplesmente cante, cante uma canção.


Deixe que o mundo cante junto

Cante o amor que poderia haver

Cante para você e para mim

Não se preocupe se ela não é boa o suficiente

Para que todo mundo possa ouvir

Simplesmente cante, cante uma canção.


Flagrantes da vida real


Essa ideia é boa. Vou copiar!


domingo, 14 de março de 2010

Post 200



Yuupppiiiiiii!!!! Esta é a postagem de nº 200 e será dedicada para todos os seguidores do Meio Desligado, que são o verdadeiro motivo da existência deste blog. Se não há leitor, não há porque eu querer deixar rastros. Gostaria de registrar aqui o meu muito obrigado pelos comentários deixados nos posts e pela atenção e carinho dos seguidores. Vocês são demais! E continuem acompanhando o blog, pois apesar de este ser o ducentésimo post, o Meio Desligado ainda se prepara para nascer. O melhor está por vir! Desejo uma semana iluminada para todos! Beijo!

30 anos


Ontem fui para a festa do Colégio Vitória. Foi uma super comemoração, recheada de homenagens e emoções. Foi muito legal, pois dentre outras coisas, pude conhecer um pouco da trajetória dessa escola que ao longo dos seus 30 anos tem ajudado a escrever a história da nossa cidade. A comissão organizadora está de parabéns, a festa bombou! Estava tudo bem preparado. Roteiro da cerimônia, ornamentação, quitutes... Após a solenidade, para animar a noite e a madrugada, a Banda Submarino cantou muito e em seguida entrou o DJ Arthur para "incendiar" a pista. Me diverti pra caramba! Suei a camisa literalmente! Eu e a Jéu saímos de lá ia dar 3h, e a festa ainda estava em pleno vapor, sem nem pensar em acabar. É isso aí. Trinta anos não são trinta dias, por isso é preciso mesmo comemorar! E quem não gostou, que morda a própria testa. Parabéns Colégio Vitória!

sábado, 13 de março de 2010

Felicidade sim



Antes de abrir a gaveta, feche todas as janelas
para a felicidade não escapar.
Bom final de semana!

Por amor?


Por que as pessoas matam em nome do amor? Certamente que matam não por amor, mas pela ausência dele. Matam por não conseguirem encarar a vida, a verdade... Por não admitirem que exista vida após uma separação. Por egoísmo, por carência afetiva. Por julgarem que apenas uma pessoa é capaz torná-las felizes. Por desconhecerem que cada um é responsável pela própria felicidade. Ou por não permitirem a presença constante de Deus em suas vidas e em suas decisões. Em nome do amor, quantos desatinos, quanto barbarismo, quanta perversidade! É surpreendente a frase: "Se não ficar comigo, não ficará com mais ninguém." É preferível ver a pessoa amada morta a não estar com ela. Quem pensa ou diz um absurdo desses, não conhece o significado da palavra amor. Amar não significa ter privilégios exclusivos sobre a pessoa amada. Existe aí uma distorção do que é o amor. Por que, por amar, as pessoas se consideram donas, proprietárias das outras? Por que o amor pode nos levar a tomar decisões que não nos competem? Por que o amor nos diz que podemos viver a vida dos outros, esquecendo-nos da nossa própria existência? Por amor muitos degradam, humilham, levam à loucura, provocam suicídios e até matam. No começo da semana, pela manhã, estava numa lotérica pagando uma conta quando escutei duas pessoas comentando sobre o homicídio ocorrido há poucas horas no Alto São Domingos, aqui em Ilhéus. Um homem, inconformado com separação ocorrida um ano atrás, havia matado a ex-mulher, de quarenta e poucos anos de idade. Felizmente, o assassino foi capturado pela Polícia Civil, cerca de três dias depois, no Bairro São Miguel, enquanto pescava. Que ridículo! O cara mata uma pessoa e dias depois vai pescar. Ao menos para ele a vida seguiria inalterada. Quando uma pessoa assume uma postura agressiva, exigente ou ameaçadora, em nome do amor, está apenas satisfazendo seu desejo de posse. O que dizer então, quando em nome desse amor que alega ter, essa pessoa ceifa a vida do outro? Será que foi realmente o amor quem fez esse cidadão assassinar sua ex-esposa, só pelo fato de ela não o querer mais? Esse tipo de amor mesquinho, sufocante, egocêntrico, cruel e nefasto, certamente não é o amor que conheço. Esse é um amor obscuro, sombrio, que aprisiona, que não compreende, que não faz feliz, que não se doa. É um sentimento de posse descabido e inumano. O amor que conheço é verdadeiro e permite-me amar a outra pessoa por ela mesma. Permite sentir-me de tal maneira atraído, que só desejo a sua felicidade. Tendo a mim, ao seu lado, ou não. Viver um amor não é sempre essa maravilha que todos pensam ser... Amar confunde e dói. Às vezes machuca a alma, extingue as esperanças e acaba com a vida, seja a nossa própria ou a de quem se ama. Nem por isso temos o direito de nos tornarmos senhores onipotentes para julgar as decisões que o ser amado toma. De nos tornarmos deuses justiceiros, acima do bem e do mal. O verdadeiro amor ajuda a crescer, desenvolve, não destrói, nem aniquila. Por amor somos capazes de grandes renúncias e de magníficos atos. Matar por amor é uma expressão extrema de falta de amor. Precisava postar isso, pois estava engasgado desde a segunda-feira.


quarta-feira, 10 de março de 2010

Para descontrair


Um avião caiu na floresta. Restaram apenas três sobreviventes: Um indiano, um judeu e um argentino.

Caminhando entre as árvores da grande floresta, encontraram uma pequena casa e pediram para passar a noite. O dono da casa disse: - Minha casa é muito pequena, posso acomodar somente duas pessoas. Um terá que dormir no curral.

O indiano respondeu: - Eu dormirei no curral, sou indiano e hinduísta, necessito praticar o bem.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa. Era o indiano, que disse: - Não posso ficar no curral. Lá tem uma vaca, que é um animal sagrado. Eu não posso dormir junto a um animal sagrado.

Então o judeu respondeu:- Eu dormirei no curral. Somos um povo muito humilde e sem preconceitos.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa. Era o judeu, que disse: - Não posso ficar no curral. Lá tem um porco, que é um animal impuro. Eu não posso dormir junto a um animal que não seja puro.

Então, o argentino, 'muy chateado da vida', aceitou dormir no curral.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa. Era o porco e a vaca.

Certos acordes



Na aula de violão de hoje, eu comecei a treinar os acordes da canção que tocarei na apresentação do Conservatório Musical Schumann, em outubro. São, inicialmente, cinco acordes, a saber: Dm, Gm, C, F e A. As aulas que já tive até então, estão surtindo efeito, pois não fiquei nervoso quando o instrutor me disse quais seriam os acordes que tocaria. Me senti confiante, pois o meu referencial teórico está sendo muito bom. Mas ainda tenho muito o que aprimorar. Hoje treinei os dois primeiros acordes e o Del me elogiou, disse que o som está saindo limpo e que estou precisando, apenas, diminuir o tempo entre as mudanças de acordes, mas que certamente chegarei lá. Del me disse também, que na apresentação seremos eu e Diego no violão e ele no teclado. Tenho certeza que vocês gostarão do resultado. Vai ser show de bola! Estou contando as horas.


terça-feira, 9 de março de 2010

Borboleta



Hoje é o aniversário da Fafá, leitora do Meio Desligado e amiga da Jéu, que se tornou minha também, por termos almas tão musicais. A Fafá é daquelas pessoas borboleta. Cuja presença encanta, alegra, colore e faz com que a gente continue acreditando na espécie humana. Ela traz consigo a paz e a calma no aconchego do seu abraço. Traz energia e calor na singeleza do seu beijo e traz ainda a esperança de um amanhecer sem decepções com a sinceridade quase palpável de suas palavras. A Fafá me faz ver a vida de uma maneira mais confortável e sensível. Quando abre as suas brilhantes asas, eu sinto que ela ainda vai voar longe e muito. Destemida e segura de si. Ela está totalmente pronta para voar e já nos deixa de sobreaviso do quão longe ela é capaz de ir. Larga de vez desse casulo borboleta e deixa a felicidade para você brilhar, não permita que ofusquem o seu brilho. Abra as asas e os anjos te protegerão. Continue forte sem perder a doçura, firme sem perder o encanto, mantenha-se vigilante sem perder a crença naquilo que parece inatingível e lembre-se: Nunca esqueça quem você é borboleta, nunca esqueça o quanto você brilha. Você é um tesouro para nós. Feliz aniversário!


A mulher que eu amo


Peço licença ao Rei para dedicar esta linda canção
a minha pequena de pele morena.
Te amo flor!


A mulher que eu amo - Roberto Carlos


A mulher que eu amo
Tem a pele morena
É bonita, é pequena
E me ama também

A mulher que eu amo
Tem tudo que eu quero
E até mais do que espero
Encontrar em alguém

A mulher que eu amo
Tem um lindo sorriso
É tudo que eu preciso
Pra minha alegria

A mulher que eu amo
Tem nos olhos a calma
Ilumina minha alma
É o sol do meu dia

Tem a luz das estrelas
E a beleza da flor
Ela é minha vida
Ela é o meu amor

A mulher que eu amo
É o ar que eu respiro
E nela eu me inspiro
Pra falar de amor

Quando vem pra mim
É suave como a brisa
E o chão que ela pisa
Se enche de flor

A mulher que eu amo
Enfeita a minha vida
Meus sonhos realiza
Me faz tanto bem

Seu amor é pra mim
O que há de mais lindo
Se ela está sorrindo
Eu sorrio também

Tudo nela é bonito
Tudo nela é verdade
E com ela eu acredito
Na felicidade


O dia do homem


No Post 08 de março, eu citei algumas das dificuldades em ser mulher num mundo masculino. Mas vocês acham que é fácil ser homem? O Meio Desligado está dando início à campanha para a instauração do Dia Internacional do Homem, afinal, já existe o dia da mulher, dia do cachorro, dia do orgulho gay, e até o dia do vizinho. Então por que não decretarmos o Dia Internacional do Homem? Dêem uma olhada nos argumentos abaixo elencados e respondam se não é justo o pleito:


Campanha para que seja decretado o dia do homem


Quem é obrigado a erguer os pés quando ela está fazendo faxina? Quem se veste como um pingüim no dia do matrimônio? Quem é que, apesar do cansaço e do estresse, jamais poderá fingir um orgasmo? Quem é obrigado a sustentar a amante esbanjadora? Quem se expõe ao estresse por chegar em casa e não encontrar a comida quentinha, as crianças com banho tomado, as roupas lavadas, a cozinha limpa, e o drinque já colocado sobre a mesa? Quem corre o risco de ser assaltado e morto na saída da boate, cada vez que participa dessas reuniões noturnas com os amigos, enquanto a mulher está bem segura em casa na sua cama quentinha? Quem é o encarregado de matar as baratas da casa? Quem segura a "cauda do rojão", quando chega em casa com marca de batom na camisa, e é obrigado a dar explicações que nunca são aceitas? Quem é que toma banho e se veste em menos de vinte minutos? Quem é que tem que gastar consideráveis somas em dinheiro comprando presentes para o dia das mães, da esposa, das secretárias e outras festas inventadas pelo homem para satisfazer à mulher? Quem jamais conta uma mentira? Quem é obrigado a ver a mulher com os rolinhos nos cabelos e a cara cheia de cremes? Quem tem que passar por uma TPM calado todo mês? A tortura de ter que usar terno no verão, o suplicio de fazer a barba todo dia, e mais, o desespero de uma cueca apertada. Viver sob permanente risco de ter que entrar numa briga. Pilotar a churrasqueira nos fins de semana enquanto todos se divertem. Ter sempre que resolver os problemas do carro. Ter a obrigação de ser um atleta sexual. Ter que notar a roupa nova dela. Ter que notar que ela mudou de perfume.Ter que notar que ela trocou a tintura do cabelo de Imédia 713 para 731 louro beje salmon plus up light. Ter que notar que ela cortou o cabelo, mesmo que seja apenas um centímetro. Ter que jamais reparar que ela tem um pouco de celulite. Ter que jamais dizer que ela engordou, mesmo que isso seja a pura verdade. Ter que conversar sobre aplicações, Bolsa de valores, debêntures, dólares, CDBs e RDBs mesmo que o seu salário mal dê para chegar ao final do mês. Ter abdômen definido, peitoral desenvolvido e um sorriso de menino. Ser amante à moda antiga e ainda mandar flores. Trabalhar pra cacete em prol de uma família que reclama que você trabalha pra cacete. Depois elas ainda acham que é fácil, só pelo fato de não menstruarmos. Deus abençoe o santo homem.